• MUNICÍPIO DE JAPURÁ INVESTE EM SEGURANÇA MONITORADA

    Publicado em: 15/05/2017 19:08
    MUNICÍPIO DE JAPURÁ INVESTE EM SEGURANÇA MONITORADA

    Asegurança pública de Japurá receberá este ano um importante incremento graças auma iniciativa da Administração Municipal. Com recursos próprios, a Prefeitura irá instalar um modeno sistema de videomonitoramento. O projeto, que tem custo estimado em R$ 115 mil, prevê a instalação de câmeras digitais de alta definição em pontos estratégicos na cidade.

    De acordocom o prefeito Orlando Frazatto, o sistema de videomonitoramento vai representar um ganho a mais para a segurança de Japurá. “Como a gente bem sabe, o nosso efetivo policial ainda é pequeno, então eu acredito que essas câmeras vão, realmente, contribuir bastante para a diminuição da  criminalidade. Vai ser um suporte a mais que a Polícia Militar vai ter no controle do crime. A gente acredita que, instalando as câmeras e tendo uma equipe especializada cuidando dessas imagens, a gente vai fazer com que o mau elemento vá pensar duas vezes antes de cometer o crime. Esse é o nosso objetivo”, disse o prefeito.

    O sistema de videomonitoramento é apontado como grande aliado no combate à criminalidade. Em cidades que contam com monitoramento eletrônico, os índices de violência reduziram drasticamente, pois as câmeras, além de inibir a ação dos bandidos,auxiliam também na identificação dos autores dos delitos.

    Para Frazatto, quem vai ganhar com o investimento feito pela Prefeitura será a população. “Em relação ao efetivo policial, atualmente ganhamos um importante reforço, mas ainda assim não é o suficiiente para a demanda de nosso Município. Então eu acredito que o sistema de videomonitoramento é algo que está ao nosso alcance, dentro da nossa alçada, e é um compromisso nosso para auxiliar a segurança no Município”.

     

    Porisso, desde o início de 2017 a prefeitura tem trabalhado em um termo de referência que prevê a instalação de um sistema de monitoramento atualizado, com uso de tecnologia de ponta, objetivando reduzir os índices  criminais.

     

    A ideia é criar uma Central de Comando e Controle, que vai contar com a participação da Polícia Militar. Além disso, a prefeitura já esteve em contato com o governo do Estado para que o município utilize o mesmo sistema da Companhia de Processamento de  Dados do Paraná, sendo possível fazer o "espelhamento das câmeras".

    Para o Presidente da Câmara de Vereadores Rafael  Valim, “as câmeras servirão para reforçar a segurança da população de Japurá, 24 horas por dia, trazendo mais tranquilidade para a população, que  ganhará qualidade de vida” destacou Valim. 

    Serão três tipos diferentes de câmeras que compõe o conjunto de vigilância desse sistema. Algumas possuem visualização noturna, rotação de 360 graus e aproximação que varia de 300 a 800 metros.

    O gerenciamento desse sistema ficará a cargo da empresa Raidnet Provedor de Telecomunicações Ltda, que também será responsável pelo controle desse sistema, que contará com câmeras digitais e um serviço de monitoramento de ponta, de forma a otimizar o trabalho da segurança física no Município.

    Segundo Eduardo Polatto, representante da empresa, na central de monitoramento, por exemplo, permanecerá um profissional que com o novo sistema que permite criar "limites virtuais" que, se ultrapassados, acionarão alarmes, o que permitirá ao vigilante ficar de olho em mais locais praticamente ao mesmo tempo.

    A adoção dessa tecnologia, conhecida como "cercamento eletrônico", dará condições de monitorar, com qualidade, mais espaços, trazendo benefícios ao patrimônio da cidade, à população, à mobilidade, à Defesa Civil e ao atendimento social em casos de urgência e emergência.